FANDOM


"Saída" é o 2° capítulo de Yakusoku no Neverland.

SinopseEditar

Enquanto agem normalmente para todos, como se não soubessem nada, Emma e Norman investigam o orfanato para que possam escapar com sucesso.

EnredoEditar

No início do capítulo, Emma, segurando Bernie, procura Conny, encontrando-a em uma mesa de jantar morta, enquanto narra a realidade que havia descoberto. Emma acorda, em seguida, desolada pela recém verdade descoberta, que eles não passavam de gado para os demônios. Na sala de jantar, Emma e os outros ajudam Mama a por a mesa, estando mais sério do que o normal. Norman entra na sala, cercado de várias crianças e cumprimenta Emma e ela o cumprimenta de volta. Ela se lembra da noite anterior, aonde Norman diz que eles devem agir como se não soubessem de nada, que deveriam manter em segredo absoluto isso e o que eles planejavam fazer. Como todos os dias, eles agradecem pela comida, fazem os testes e os três tiram a nota perfeita.

No jardim, Norman pergunta se Emma dormiu bem, ela diz que sim e comenta que havia notado pela primeira vez as grades metálicas nas janelas, com as pontas dos parafusos inacessíveis por dentro e a cabeça dos parafusos raspadas, considerando o orfanato como uma gaiola. Observando atentamente os detalhes, como a comida que nunca deixa de satisfazer, o uniforme e as suas vidas rigorosamente estruturadas, eles descobrem que tudo isso era pra manter a qualidade do produto, mas não conseguem entender o objetivo dos testes. Norman reconhece que o mundo em que eles viviam era apenas um mundo montado pelos demônios e que, mesmo que não conhecessem, deveriam fugir para o "mundo exterior".

Emma e Norman encontram a parede

Norman e Emma descobrem o muro atrás da floresta.

Em seguida, eles comparam as datas de envio de Cedi, Hao e Conny, chegando a conclusão que o envio ocorre de 2 em 2 meses, precisando achar uma forma de fugir neste tempo. Norman desenha uma planta do orfanato, visando apenas duas saídas: o portão e a floresta, escolhendo a floresta, pois o portão só abre nas noites do envio e haveriam demônios. Emma pergunta quando eles irão fugir, se seria em um envio noturno ou no momento da recreação, Norman decide que será de dia, pois, além de haver demônios no envio noturno, as crianças pequenas não ficariam acordadas pra isso. Para saber se eles podiam fugir, os dois decidem ver o que há além da floresta. Emma nota a aflição de Norman e a decepção por saber que Mama, sua mãe, era na realidade uma inimiga. Eles finalmente chegam no fim da floresta, descobrindo um imenso muro. Emma sobe em uma árvore, mas não consegue ver nada além do muro, supondo que devia ter 2 a 3 metros de altura. Analisando o muro, ela comenta que não haviam falhas que permitissem a escalada do muro, mas diz que eles conseguiriam escalar se tivessem uma corda. Norman pensa numa maneira de levar as crianças, mas não fala isso pra Emma, em seguida, eles concordam que vão fugir pelo muro.

Mama e o radar

Mama procurando Nayla em seu radar.

Eles vêem o sol se pondo e correm até a casa. Gilda nota que Nayla e Mark não estavam com eles, quando um Mark desesperado e chorando aparece, informando a Mama que se perdeu de Nayla na floresta. Mama tira um objeto do bolso e o olha rapidamente, confortando Mark em seguida. Ela vai até a floresta e, após minutos, volta com uma Nayla adormecida em seus braços. Todos se animam com o retorno dela, mas Emma e Norman se espantam com a rapidez daquilo. Emma chega a conclusão que havia transmissores neles, por isso Mama sempre os achava, afirmando que ela sabia que eles tinham ido ao portão e que tinha mostrado esse relógio como forma de mostrar seu controle absoluto sobre eles.

Elementos de Investigação Editar

Neste capítulo tivemos os seguintes Elementos de Investigação:

  • 2.1 - Emma e Norman se dão conta de que, embora vivam no século 21 e saibam da existência de televisões e computadores, nenhum deles jamais viu estes elementos no orfanato;
  • 2.2 - O carregamento de mercadoria ocorre a cada dois meses, aproximadamente;
  • 2.3 - Existe um imenso muro, grandioso tanto em altura quanto em largura, após as grades de limitação da floresta;
  • 2.4 - Emma e Norman se perguntam porque Mama é sempre tão gentil com eles, embora sequer precisasse;
  • 2.5 - Mama encontrou Nayla depressa demais quando ela se perdeu na floresta.

CuriosidadesEditar

  • Este capítulo ocorre no dia 13 de Outubro de 2045, na ordem cronológica da série.